Home Tratamentos

Tratamentos

Nossa equipe, altamente especializada e tecnicamente treinada, garante tratamentos de excelência embasados em evidências científicas. Nossa estrutura foi cuidadosamente concebida para garantir conforto e eficiência no tratamento de diversas especialidades, como Ortodontia e Ortopedia Facial dos Maxilares, Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial, Síndrome da Apneia do Sono, Prótese e Odontologia Estética.

 

Ortodontia

O Aparelho de Protração Mandibular (APM):

Classe II

Agenesia de Incisivo Lateral

Odontologia Estética

DTM e dor Orofacial

 


 



 

Ortodontia

Ortodontia é uma especialidade odontológica que corrige a posição dos dentes e dos ossos maxilares posicionados de forma inadequada. Dentes tortos ou dentes que não se encaixam corretamente são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos precocemente, devido à deterioração e à doença periodontal. Os dentes tortos ou mal posicionados também prejudicam a sua aparência. O tratamento ortodôntico torna a boca mais saudável, proporciona uma aparência mais agradável e dentes com possibilidade de durar a vida toda.

 



 

O Aparelho de Protração Mandibular (APM):

Os pacientes adultos foram extremamente beneficiados pelo desenvolvimento de aparelhos funcionais fixos, em especial pelo APM – Aparelho de Protração Mandibular

O APM é um aparelho intra-bucal fixo que se utiliza do avanço funcional da mandíbula para corrigir a má oclusão de Classe II. O tratamento com o APM é uma terapia rápida e efetiva, por este poder ser utilizado concomitantemente com o aparelho ortodôntico fixo.

Em sua dissertação de mestrado, Dr. Bruno D’Aurea Furquim demonstrou que o tratamento com o APM representa uma alternativa aos tratamentos mais tradicionais da má oclusão de Classe II, como as extrações dentárias e o Aparelho Extrabucal (“Freio de burro”).

Ressalva-se que quando a má oclusão de Classe II for grave, apresentando envolvimento esquelético importante, a melhor opção de tratamento pode ser alterar a posição e/ou o tamanho dos ossos maxilares através de uma cirurgia ortognática.

 



 

Classe II

A má oclusão de Classe II caracteriza-se por uma posição mais “para trás” do arco inferior com relação ao arco superior (figura 01). Apesar de não ser a má oclusão mais prevalente na população em geral, a má oclusão de Classe II é a mais prevalente nos consultórios ortodônticos. Isto devido seu impacto negativo na estática da face e por prejudicar a eficiência mastigatória.

 



 

Agenesia de Incisivo Lateral

Agenesia é quando existe a ausência de elemento dentário. Normalmente, é tratada pelo fechamento dos espaços e substituição de elemento dentário por outro ou proporcionando abertura de espaço para colocação de implante. Quando bem indicado, pacientes portadores de Agenesia de Incisivo Lateral podem ser tratados já no início da adolescência com o fechamento do espaço, sem a necessidade de implantes. Obviamente, cada caso deve ser planejado e avaliado criteriosamente de maneira individual.

A Clínica Furquim é reconhecida nacionalmente pela sua expertise nesta modalidade de tratamento.

 



 

Odontologia Estética

A Odontologia Estética busca a harmonia do sorriso. Essa harmonia é consequência da combinação de dentes saudáveis e bonitos. Por meio de modificação de formato, cor, tamanho e outros, o sorriso é corrigido levando o paciente à melhora não apenas do seu sorriso mas de sua harmonia facial.

 



 

DTM e dor Orofacial

A disfunção temporomandibular (DTM) é um dos subgrupos mais frequentes de desordens orofaciais. Sua origem pode ser muscular ou articular (articulação temporomandibular – ATM), e os sintomas incluem dor e desconforto ao redor do ouvido, ATM, e/ou dos músculos da face, têmporas e pescoço. A dor pode aparecer de repente e progredir durante meses a anos, com flutuação na sua frequência e intensidade. Estalos, barulho de areia no ouvido, travamentos mandibulares, limitação de abertura, dificuldade de mastigação e dores de cabeças também estão associados.

Infelizmente não existe “cura” definitiva conhecida para as DTMs. O manejo dos pacientes sintomáticos é muito similar ao manejo de outros pacientes com patologias reumáticas ou ortopédicas. Com o tratamento, objetiva-se diminuir a dor, a carga nas articulações e as lesões na musculatura. O tratamento precoce dos sintomas contribui de maneira importante para o sucesso do procedimento.